segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Móveis pet

Colchões sem espuma, poltronas sem molas, estantes sem prateleiras de madeira. Essa mobilia pode ser produzida com garrafas de 2 litros de refrigerante. A tecnica foi criada e desenvolvida pelo professor Sebas­ tião Feijó, aposentado da Reduc.

o inventor conta que a tecnica e fruto de um trabalho em homenagem ao meio ambiente, que ele desenvol­ veu na escola onde ledona. "Na porta da escola passava um rio que, quan­ do chovia, inundava 0 colegio e trazia varias garrafas pet para dentro. En­tão, resolvi desenvolver um projeto que reaproveitasse estas garrafas", conta Sebastião, que e carinhosa­ mente chamado de Professor Pardal pelos amigos.

Encaixar, acoplar, agrupar e amar­rar sacos, verbos que ele usa para resumir todas as etapas de seu in­vento. "Foi dessa forma que surgiu a poltrona. Depois, desenvolvi a técni­ca, criei novos encaixes e passei a construir outros móveis", revela 0 professor.

A técnica virou materia do Jornal Nacional e, a partir dal, ele passou a receber convites para apresentar 0 projeto em varias cidades. "Viajei para 0 Rio Grande do Sui, Minas Ge­ rais, Sao Paulo e Brasilia. Hoje, ha uma fabrica produzindo essas poltro­ nas em Vigario Geral, no Rio de Janeiro. 0 que era um simples trabalho de escola transformou-se em ativida­ de industrializada", conta Feijo.

Na fábrica, os empregados são todos da comunidade. As poltronas produzidas são trocadas por garrafas pet e o salário dos funcionarios é pago com a verba que 0 Ministerio do Meio Ambiente destina ao projeto. A parte da promoção e coordenação fica por conta da organização não-governa­ mental Onda Azul. "A idéia e ir trei­ nando cada vez mais pessoas, já que depois elas podem vender os móveis e tirar daí o seu sustento", diz ele.

Postar um comentário

0 Comentários:

  © Blogando Novidades | Todos os direitos Reservados.

Voltar ao TOPO